Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

popless

by ana sofia santos

26
Abr23

"Gucci Cosmos": 102 anos da marca florentina numa exposição em Xangai

Gucci-Cosmos-exhibition-Shanghai-21Studios-12.jpg

Para mostrar os 102 anos da herança da Casa Gucci e expor todos os clássicos que definiram uma era, a marca de luxo - agora propriedade da Kering - instalou uma exposição imersiva no West Bund de Xangai, uma antiga fábrica de aviação  com vista para o rio Huangpu.

A abertura decorrerá na sexta-feira e a exposição itinerante denominada Gucci Cosmos está numa fase de reformulação com uma abordagem mais atemporal que pretende restaurar seu apelo ao luxo.

O novo director criativo da casa, Sabato De Sarno sucedeu a Alessandro Michele, que deixou a empresa - de forma repentina - em novembro passado.

Gucci-Cosmos-exhibition-Shanghai-21Studios-05.jpg

Gucci-Cosmos-exhibition-Shanghai-21Studios-06.jpg

Gucci-Cosmos-exhibition-Shanghai-21Studios-07.webp

Gucci-Cosmos-exhibition-Shanghai-21Studios-11.jpg

Quando abrimos o arquivo Gucci em Florença em julho de 2021 para comemorar o nosso centenário, decidimos imediatamente que a China seria o primeiro destino global a dar vida a esta exposição histórica sobre a casa e a sua herança”, disse Marco Bizzarri, presidente e director executivo oficial da Gucci.

Bizzarri esclarece ainda que a essência da história da marca está nos designers e artesãos que estão por trás do trabalho, portanto, a "Gucci Cosmos é realmente uma homenagem a todos eles”.

Para lançar um novo olhar sobre as suas peças mais icónicas, a Gucci recrutou a teórica e crítica de moda italiana Maria Luisa Frisa como curadora do projecto. Es Devlin, a artista e cenógrafa britânica, foi o responsável por criar uma série de conjuntos imaginativos, esculturas gigantescas e obras de arte multimédia para a exposição.

Gucci-Cosmos-exhibition-Shanghai-21Studios-04.jpg

Gucci-Cosmos-exhibition-Shanghai-21Studios-01.jpg

Gucci-Cosmos-exhibition-Shanghai-21Studios-02.jpg

Gucci-Cosmos-exhibition-Shanghai-21Studios-03.jpg

Frisa aventurou-se durante cerca de seis meses no arquivo e procurou as peças mais notáveis ​​do espólio Gucci, reunindo a história da fundação da casa, a sua conexão ao mundo equestre, as suas bolsas mais referentes e os looks mais marcantes das eras de Tom Ford, Frida Giannini e Alessandro Michele .

A exposição está organizada em oito temas, ou “mundos”, que oferecem uma visão abrangente da história e da criatividade da marca. “A força desta exposição é que esta é uma experiência imersiva. Assim os visitantes que entram neste mundo podem sentir a força do diálogo entre os objectos, o diálogo entre o objecto e a mostra”, esclareceu Frisa numa entrevista exclusiva ao WWD.

Gucci-Cosmos-exhibition-Shanghai-21Studios-13.jpg

Gucci-Cosmos-exhibition-Shanghai-21Studios-14.jpg

Parte do desafio do programa era fazer com que o público entendesse a importância de cada objecto, item, peça de roupa ou acessório. Muitas vezes não damos valor a itens como a bolsa de bambu, mas na década de 1940, quando foi inventada, havia muita pesquisa sobre como dobrar o bambu e transforma-lo numa alça”, explicou Frisa. “Era uma novidade para a época; ainda é uma parte importante da habilidade e experiência da Gucci.

Oito dioramas multimédia, homenageiam ícones culturais que estão associados à Casa de moda, como Jacqueline Kennedy OnassisDiana, Princesa de Gales, a princesaGrace de Mónaco,Jared Leto, Gwyneth Paltrow e os embaixadores globais da marca, incluindo Chris Lee, Ni Ni, Lu Han e Xiao Zhan

Um dos núcleos expositivos é o “Archivio”, um espaço circular labiríntico cheio de armários em azul-bebé, gavetas e tetos espelhados que ecoam o design de interiores do Arquivo Gucci em Florença. As gavetas podem ser abertas pelos visitantes de forma a revelar páginas de cadernos de esboços de vários artesãos e réplicas de campanhas publicitárias vintage. 

Gucci-Cosmos-exhibition-Shanghai-21Studios-09.jpg

Gucci-Cosmos-exhibition-Shanghai-21Studios-10.jpg

A moda é o único sistema que pode se renovar olhando para o passado, e a Gucci é o exemplo perfeito dessa capacidade”, concluiu Frisa.

[imagens © 21 STUDIO/WWD]

01
Fev22

Yves Saint Laurent "invade" seis museus de Paris

g19_6637_mamp-c-nicolas-matheus.jpgMuseu de Arte Moderna de Paris | Fotografia: Nicolas Matheus

 

Como celebração do 60º aniversário da fundação da Casa de Moda Yves Saint Laurent, seis museus de Paris prestam homenagem ao falecido costureiro - do Centro Georges Pompidou ao Louvre.

A ampla mostra multi-localizada que transita entre bairros foi concebida e viabilizada pela Fundação Pierre Bergé – Yves Saint Laurent e engloba seis instituições parceiras: o Centro Pompidou, o Museu de Arte Moderna de Paris, o Museu do Louvre, o Museu d'Orsay, o Museu National Picasso-Paris e o Museu Yves Saint Laurent Paris. Cada local, distinto no seu propósito e espólio, expõem itens de moda e objectos originais, reunindo uma série de temas e de assuntos que abrangem arte decorativa e moderna. "Yves Saint Laurent aux Musées" tem curadoria de Madison Cox, presidente da Fundação Pierre Bergé – Yves Saint Laurent, Stephan Janson e Mouna Mekouar.

No Centro Pompidou, explora-se a relação entre a produção criativa de Yves Saint Laurent e a arte do século XX. Em 1965, o designer criou um vestido em homenagem a Piet Mondrian, reinterpretando as formas abstractas e coloridas numa tela em forma de tecido / vestido. 

Dentro da ornamentada Galeria d'Apollon no Louvre, peças de moda e de joalharia, são complementadas por mármores antigos, esmaltes, espelhos, camafeus, marfins e uma colecção de gemas de Luís XIV. As salas do Museu Nacional Picasso-Paris abordam a relação entre Yves Saint Laurent e Picasso e o impacto que o cubismo e a desconstrução tiveram na sua produção criativa.

 

c-centre-pompidou_helene-mauri-29_2.jpg

Centro Pompidou | Fotografia: Helene Mauri

 

g19_6928_louvre-c-nicolas-matheus_0.jpg

Museu do Louvre | Fotografia: Nicolas Matheus

 

dsc_1676_musee-national-picasso-paris-c-nicolas-maMuseu National Picasso-Paris | Fotografia: Nicolas Matheus

 

c-centre-pompidou_helene-mauri-2.jpgCentro Pompidou | Fotografia: Helene Mauri

 

c-centre-pompidou_helene-mauri-6.jpgCentro Pompidou | Fotografia: Helene Mauri

 

g19_6151_musee-d-orsay-c-nicolas-matheus.jpg

Museu d'Orsay | Fotografia: Nicolas Matheus

 

g19_6507_5-avenue-marceau-c-nicolas-matheus.jpgMuseu Yves Saint Laurent Paris | Fotografia: Nicolas Matheus

 

g19_6738_mamp-c-nicolas-matheus.jpgMuseu de Arte Moderna de Paris | Fotografia: Nicolas Matheus

 

g19_6472_5-avenue-marceau-c-nicolas-matheus_0.jpgMuseu Yves Saint Laurent Paris | Fotografia: Nicolas Matheus

23
Mai19

Bansky esteve (por pouco tempo) na Bienal de Veneza

61149478_2539082312782428_4235054993301831680_n.jp


O incrível e polémico Bansky não percebe porque não foi convidado a participar numa das exposições de arte mais importantes do mundo, a Bienal de Veneza. "Setting out my stall at the Venice Biennale. Despite being the largest and most prestigious art event in the world, for some reason I’ve never been invited."


Mas o artista não se fez de tímido e, mesmo sem convite, marcou presença no evento. A peça de arte (acompanhada por um vídeo),  esteve - infelizmente - pouco tempo exposta, cortesia do certame e da policia italiana...

14
Fev19

A arte de Leonardo da Vinci em selos...

Leonardo da Vinci   Royal Mail.png

 

Muito brevemente, a arte de Leonardo da Vinci, vai circular em forma de selo e pelas caixas de correio. 

 

Para celebrar o quinto centenário da morte do artista italiano, doze instituições culturais do Reino Unido juntaram-se num programa especial intitulado Leonardo da Vinci: A Life in Drawing e que irão mostrar um total de 144 obras de da Vinci. As exposições começaram a ser inauguradas este mês e vão durar até 6 de Maio em Glasgow, Cardiff, Bristol, Leeds, etc. 

 

da-vinci-9.jpg

 

 

 

04
Nov18

"Architectures", uma exposição de Karl Lagerfeld em Paris

https_%2F%2Fhypebeast.com%2Fimage%2F2018%2F10%2Fka


 


O director criativo da ChanelKarl Lagerfeld também dá cartas no mundo da escultura. Architectures está patente na Carpenters Workshop Gallery em Paris, até dia 23 de Dezembro, e foi desenvolvida em em colaboração com a arquitecta Aline Asmar d’Amman e conta com mesas de mármore, fontes e espelhos. 


 


https_%2F%2Fhypebeast.com%2Fimage%2F2018%2F10%2Fka


 


 



 

26
Jul17

“Christian Dior, Couturier du Rêve” | 70 anos da Casa Dior em Exposição

Christian-Dior-Couturier-Reve-Exhibition-Paris-Fas


 


Entre 5 de Julho de 2017 e 7 de Janeiro de 2018, o Musée des Arts Décoratifs (em Paris) celebra o 70º aniversário da Casa de Moda francesa. A mostra convida os visitantes a uma viagem pela história da Dior, a descobrir o mundo do seu fundador e dos designers que o sucederam: Yves Saint Laurent, Marc Bohan, Gianfranco Ferré, John Galliano, Raf Simons e, mais recentemente, Maria Grazia Chiuri


 



 

Sobre mim

Pesquisar

Sigam-me

a inspiração

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens

Em destaque no SAPO Blogs
pub